Reconhecimento
Cursos reconhecidos pelo MEC.
Tradicional
São mais de 20 anos no mercado.
Qualidade
Videoaulas com os melhores professores.
Prático
Estude no seu tempo e onde quiser.
Mais informações
Possui algum código promocional? Clique aqui
Matricule-se HOJE com descontos de até 40%!

Sobre o nosso curso

Agosto de 2022

Início

360 h/a

Carga Horária

R$ 345

Mensalidade a partir de

Este curso foi concebido com base científica, estruturado sobre o framework A comprehensive view of smart city components and elements, resultado de uma análise comparativa robusta a partir da literatura acadêmica e de ferramentas práticas selecionadas, por Gil-Garcia, Pardo e Nam (2015). Esse framework é composto por quatro dimensões e dez componentes, o qual já foi testado cientificamente no Brasil, cujos resultados mostraram que ele está aderente ao contexto brasileiro.

1. GOVERNO:

1.Serviços Públicos
2.Gestão e Administração da Cidade
3.Políticas e Arranjos Institucionais

2. SOCIEDADE:

4.Governança, Engajamento e Colaboração
5.Capital Humano e Criatividade
6.Economia do Conhecimento e Ambiente Pró-Negócios

3. AMBIENTE CONSTRUÍDO:

7.Ambiente Natural e Sustentabilidade Ecológica
8.Ambiente Construído e Infraestrutura da Cidade

4. TECNOLOGIA E DADOS:

9.TICs e Outras Tecnologias
10.Dados e Informações

Este curso oferece uma formação atual, necessária e prática na capacitação de profissionais e agentes públicos com a temática Cidades Inteligentes. Destinado para quem busca entender o seu papel no processo da transformação das cidades e para quem quer se destacar para geração de resultados organizacionais e na coletividade. Para quem busca qualificação com conhecimentos para as atividades requeridas pela multidimensionalidade de Cidades Inteligentes observando aspectos fundamentais de governança, engajamento, colaboração e sustentabilidade.

Objetivo do curso

Objetivo Geral
Aprofundar, capacitar e desenvolver habilidades aptidões e conhecimentos, de forma integrada, mediante uma visão multidimensional, para formular, analisar e discutir soluções para as cidades que buscam ser tornar inteligentes, com maior eficiência na Gestão Pública.

Objetivos Específicos

  • Apresentar experiências, iniciativas, pesquisas nacionais e internacionais, para entender a multidimensionalidade do conceito Cidades Inteligentes;
  • Desenvolver habilidades e competências de liderança e condução de diagnósticos e implantação bem-sucedida de Cidades Inteligentes;
  • Preparar os líderes e gestores para atuar em processos que envolvem os conceitos de Cidades Inteligentes, permeando os aspectos da transformação digital e o uso e a responsabilidade legal dos dados públicos.

*CAMPANHA DE DESCONTO NÃO CUMULATIVA COM DEMAIS PROMOÇÕES VIGENTES.

Organização Curricular

MULTIDIMENSIONALIDADE DAS CIDADES INTELIGENTES

Principais conceitos de Cidades Inteligentes, Desafios das cidades para se tornar “inteligentes”, Multidimensionalidade das cidades inteligentes, Instrumentos para diagnosticar e medir Cidades Inteligentes, Componentes e os elementos da TECNOLOGIA E DADOS, Componentes e os elementos do GOVERNO, Componentes e os elementos da SOCIEDADE e Componentes e os elementos do AMBIENTE FÍSICO.

EQUAÇÕES URBANAS E HUMANAS DAS CIDADES

O pedido; A realidade; Os projetos; As resistências; A obra; O resultado.

GESTÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO, ATIVOS, PARCERIAS E CONCESSÕES

Conceitos fundamentais do campo jurídico e econômico sobre patrimônio público e ativos; A noção de gestão de cidades na ótica os ativos em tempos modernos com apoio da iniciativa privada; Os paradigmas da gestão pública das cidades, dados a complexidade das demandas da população; Contratos públicos: diferenças de contratos comuns para contratos de PPPs e Concessões, estudos comparativos dos modelos; Programa Municipal de Parcerias com a Iniciativa Privada (Leis Federais: 8987/95 e 11.079/04) Processo de estruturação e PPPs e Concessões para Cidades. Gestão das Parcerias através de verificação independente e agências reguladoras municipais.

GOVERNO DIGITAL

Governo Digital como instrumento de geração de valor para os serviços públicos; Transformando o Governo para a Era Digital; Código de Defesa do Usuário do Serviço Público em tempos de Governo Digital; Componentes do Governo Digital à luz da Lei Federal 14.129/2021; Impactos do Governo Digital para os cidadão; Tornando uma cidade mais inteligente através do Governo Digital

ARRANJOS E POLÍTICAS INSTITUCIONAIS PARA CIDADES INTELIGENTES

Estrutura x Agência; Os três tipos de institucionalismo; Institucionalismo e arranjos organizacionais; Estudos de caso de formação de desenhos institucionais; Mudança institucional.

CIDADES INTELIGENTES E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; A localização dos ODS por entes subnacionais; ODS e políticas públicas; O que ODS e cidades inteligentes têm em comum?; Internacionalização de governos locais (paradiplomacia) como estratégia; As oportunidades para os governos locais por meio da adoção de agendas globais de desenvolvimento; Boas práticas nacionais e internacionais.

GOVERNANÇA COLABORATIVA EM CIDADES

Inovação na gestão de cidades a partir da colaboração; O conceito de Valor Público; A Economia Colaborativa; Governança colaborativa; A gestão pública colaborativa praticada no Brasil; Modelos de partição popular para colaboração entre setor público e cidadãos; Casos práticos de participação popular.

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA PARA CIDADES INTELIGENTES

Abordagens de Cidades Inteligentes em agendas globais de desenvolvimento e conhecimento da realidade local; Carta Brasileira para Cidades Inteligentes;  Direcionadores da estratégia de Cidades Inteligentes e construção da estratégia; Mobilização de stakeholders e Governo aberto; Planejamento governamental orientado para Cidades Inteligentes; Gestão com base em evidências e indicadores.

METODOLOGIA CIENTÍFICA

O que é conhecimento científico e como ele é desenvolvido; Tipos e etapas da pesquisa científica; Características e elementos de artigos científicos; Como começar um artigo científico; Pesquisa bibliográfica; Métodos de pesquisa qualitativos e quantitativos; Análise de dados, discussão dos resultados e conclusão; Normatização de trabalhos científicos.

TIC E OUTRAS TECNOLOGIAS PARA CIDADES INTELIGENTES

Internet das Coisas (IoT) em cidades inteligentes; Inteligência Artificial em cidades inteligentes; Blockchain em cidades inteligentes; Tecnologia 5G em cidades inteligentes.

INOVAÇÃO INTEGRADA PARA AS CIDADES INTELIGENTES

Tipos de Inovação e as influências nas cidades; As cidades como celeiros de inteligência coletiva; A sociedade em rede; Mercados globais e as tendências internacionais; Planejamento da inovação nas cidades; Execução de projetos integradores e inovativos; A gestão dos atores (stakeholders e influenciadores); Dicotomia das empresas tradicionais e das empresas nascentes?; Conceitos e atuações das startups por verticais; Fontes de financiamento para projetos de curto, médio e longo prazo; Tecnologias impulsionadoras da governança das cidades; Economia criativa e circular REFERÊNCIA BIBLIOGRÁ.

PROCESSO DE GOVERNANÇA EM PROJETOS DE CIDADES INTELIGENTES

Conceitos de Smart City 1.0, 2.0 e 3.0; Iniciativas e exemplos de projetos bem-sucedidos pelo mundo; Como estabelecer uma estratégia de sucesso; Elementos necessárias para a governança e gerenciamento da execução de projetos de Smart City; Aspectos da arquitetura tecnológica.

CAPITAL HUMANO E CRIATIVIDADE – ECOSSISTEMAS INTELIGENTES

Principais conceitos e aplicações acerca do Capital Humano e Criatividade no contexto das Cidades; Classe Criativa e potencial de inovac¸a~o e desenvolvimento nas cidades; a “populac¸a~o inteligente” nas cidades; Articulações em rede e colaborativas que potencializam os resultados do capital humano e coesão social; ? Planejamento e infraestrutura social para o desenvolvimento de capital humano, criatividade e inovação; Ecossistemas de qualificação para cidades inteligentes; Governança de redes interorganizacionais e fomento à inovação num contexto tecnológico 4.0; Governança Pública e Cidadania.

AMBIENTE NATURAL E SUSTENTABILIDADE EM CIDADES INTELIGENTES

Conceitos fundamentais; Gestão integrada; A infraestrutura em cidades inteligentes; Ambiente construído sustentável e inteligente; Planejamento Urbano sustentável; Sistemas de Transportes inteligentes e sustentáveis; Gestão ambiental inteligente; Tecnologias Participativas; Estudos de caso.

PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS EM CIDADES INTELIGENTES

Principais conceitos de Dados e a Governança em Cidades Inteligentes (Smart Cities) no mundo e no Brasil e a revolução digital. Sociedade da Informação e dos Dados, Governo Digital, Transformação Digital, Tecnologias Disruptivas e Serviços Públicos Digitais; Mudanças de paradigmas da Sociedade da Informação à Sociedade em rede. Economia de Dados. Cultura de Privacidade. Violação de Dados. Big Data. Big Analytics; Multidimensionalidade e os Pilares da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Bases constitucionais. Escopo de Aplicação da LGPD. Conceitos chaves e Tipologia dos dados. Princípios norteadores e Bases Legais da LGPD. Segurança da Informação. Gestão de Riscos; Internet das Coisas (Internet of Things): nível habitacional (smart homes), elétrico/energético (smart grids), econômico (smart economy), de mobilidade urbana (smart mobility and transport), de atendimento à saúde (smart healthcare) e de segurança pública (smart security).

ESTRATÉGIAS DE INVESTIMENTOS PARA CIDADES INTELIGENTES

Necessária interligação entre formatos de estruturação de projetos de Cidades Inteligentes e estratégias de financiamento no âmbito público e privado; Identificação dos fatores que compõem o cálculo de sustentabilidade econômico-financeira dos projetos de Cidades Inteligentes (mapeamento de despesas de investimento e custeio, potenciais arranjos remuneratórios, expectativas de retorno, dimensão de risco, mecanismos de garantia); Canais de investimento no Brasil: BNDES, Caixa Econômica Federal, FINEP, EMBRAPII; Canais de investimento internacionais: Banco Mundial, IFC, BIRD, BID, USTDA, Green Climate Fund; Apoio para além das linhas de financiamento: assistência técnica no desenvolvimento e modelagem de projetos; transferência de conhecimento; oportunidades específicas de contratação do privado pelo Poder Pu´blico (“procurement”) em decorrência do financiamento; Tendências de crescimento: mercado ESG e de investimentos de impacto; canais de financiamento climático; linhas de financiamento para Startups (Marco Legal das Startups).

INTELIGÊNCIA E EFICIÊNCIA NA GESTÃO FISCAL PÚBLICA

Principais conceitos de responsabilidade fiscal; Principais receitas; Principais despesas; Instrumentos para o aumento da eficiência da gestão fiscal pública; Componentes e elementos do Cadastro Digital; Componentes e elementos da Inteligência Fiscal; Cases de incremento das receitas; Cases de aprimoramento do controle das despesas.

SISTEMAS E TECNOLOGIAS URBANAS

O cenário dos assentamentos humanos; Leitura socioambiental do fenômeno urbano; Forças que modelam as cidades; As tecnologias como construção social; Tecnopolíticas urbanas; Leitura de cenários urbanos – teoria, política e prática; Avaliação de cenários urbanos – teoria, política e prática; Desenho de sistemas urbanos – teoria, política e prática; Proposta de tecnologia e sua regulamentação para a cidade pretendida.

ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DOS ATIVOS DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO

Porque gerir informação, documentos e conhecimento?; Conceito de Dados, Informação, conhecimento e Documentos digitais; Autenticidade e Confiabilidade dos dados; Ciclo de vida; Obtenção, criação, disseminação e uso de dados; Curadoria de dados; Legislação pertinente; Segurança de dados; Organização e Representação do conhecimento; Encontrabilidade da informação; Persistência e garantia de acesso.

Professores

COORDENAÇÃO:

Beatriz Barreto Brasileiro Lanza: Pesquisadora do Centro de Tecnologia em Governo da Universidade Estadual de Nova York em Albany (CTG SUNY). Membro Smart City Smart Government Research Practice Consortium (USA). Consultora do BID em Governo Digital. Líder do Núcleo Científico do Grupo de Transformação Digital dos Governos Estaduais e Distrital (GTD.GOV). Trabalhou 20 anos para o Governo do estado do Paraná. Pós-Doutorado em Gestão Urbana (PUCPR).

Thiago José Tavares Ávila: Doutorando em Administração Pública e Governo pela Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas – FGV/EAESP. Mestre em Modelagem Computacional do Conhecimento pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL, Bacharel em Ciência da Computação - UFAL e MBA em Gerência de Projetos - FGV. Pesquisador nas áreas de Governo Aberto e Transformação Digital. Instrutor na Escola de Governo de Alagoas. Palestrante e especialista nos temas que pesquisa. Superintendente de Modernização da Gestão na Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio de Alagoas, tendo atuado por 10 anos como Superintendente de Produção da Informação e do Conhecimento.

DOCENTES:

Adriana Carla Silva de Oliveira: Doutora em Direito e Ciência da Informação, com pesquisa sanduíche no College Information & Communication, University of Tennessee, USA. Mestrado em Engenharia de Produção. Especialista em Gestão Estratégica de Empresas. Bibliotecária e Bacharel em Direito. Atua na área de Assessoria e Docência Superior. Analista Judiciário e Chefe de Biblioteca do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte.

André Luis Azevedo Guedes: Smart Cities Expert. Professor, advisor, palestrante e autor de livros. Doutor em Engenharia Civil, na área de concentração em Gestão, Produção e MeioAmbiente com foco em Inovação e Smart Cities. Realizou pósdoutoramento em Administração de Empresas pela Universidade Federal Fluminense (UFF/PPGAd) na linha de Sistemas da Informação com foco em Indústria 4.0 e Smart Cities.

André Luiz Braga Turbay: Arquiteto e Urbanista pela PUCPR, 2002. Diretor da Norte Arquitetura e Urbanismo Ltda, desde 2006. Pós-graduado em Gestão Técnica do Meio Urbano pelo consórcio PUCPR e Universitè Techinique de Compiègne –França, 2006. MBA em Construção Sustentável pela UNIP - Universidade Paulista, 2013. Mestre em Gestão Urbana pelo PPGTU - Pós-graduação em Gestão Urbana da PUCPR, 2016.

Claudia Coser: Doutora em Administração pela UFPR; Mestre em Administração Estratégia e Organizações UFPR;  É professora nos níveis de especialização e Educação Executiva nas áreas de: Estratégia Empresarial, Gestão de Negócios e Governança de Redes Estratégicas. Consultora e palestrante nas áreas de Estratégia, Inovação, Sustentabilidade e Cidades Inteligentes e Governança de Redes.

Daniel de Souza Valotto: Mestre em Administração, Doutorando em Administração pela Universidade Federal do Paraná. Pós-graduado em Formação docente para EAD. Professor orientador no MBA em Digital Business da ESALQ/USP. Tutor no MBA Banking da Universidade Federal do Paraná. Membro do Núcleo Científico do Grupo de Transformação Digital dos Governos Estaduais/Distrital. Membro do grupo de pesquisa A Dinâmica e a Consolidação da Configuração do Modelo de Negócios e seus Efeitos nas Práticas da Base Tecnológica e Informacional.

Daphne Costa Besen: Mestra em Ciências Sociais pela UERJ, Especialista em Política e Planejamento Urbano pelo IPPUR/UFRJ e Bacharel em Relações Internacionais pela PUC-Rio. Trabalhou nos departamentos de Relações Internacionais da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e da Prefeitura Municipal de Duque de Caxias e foi pesquisadora do Observatório das Metrópoles.

Eloi Juniti Yamaoka: Analista sênior do SERPRO, Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela UFSC, Mestre em Ciência da Informação pela UnB, membro de Câmaras Técnicas Consultiva do Conselho Nacional de Arquivos. Coordenou a elaboração do padrão de metadados (ePMG), padrão de vocabulário controlado (VCGE) e catálogo de padrão de dados (CPD) para o governo eletrônico brasileiro, atuou no desenvolvimento de sistemas para órgãos como a Receita Federal do Brasil (RFB), Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), Ministério da Economia, INCRA, entre outros.

Fernando Antônio Canalli: Arquiteto, planejador urbano e formado em 1982 na PUC-PR. Possui experiência na concepção, desenvolvimento e implementação de projetos arquitetônicos, urbanos e regionais nos campos do patrimônio natural e construído, uso e organização do território, espaços públicos, desenvolvimento do turismo, instalações públicas e comunitárias, dentro de uma visão integrada do meio urbano.

Fúlvio Piccinini Albertoni: Graduado em Processamento de Dados pelo Centro de Ensino Superior (CES), com especializações em Administração Pública e em Planejamento e Uso do Solo Urbano (IPPUR/UFRJ), com Mestrado em Políticas Sociais e Gestão Pública (UFJF) e Master em Liderança e Gestão Pública (MLG) pelo CLP. É servidor efetivo licenciado da Prefeitura de Juiz de Fora, desde de 1992, onde também foi Secretário da Fazenda de janeiro de 2013 a fevereiro de 2021. Foi Vice-Presidente do Fórum Nacional dos Secretários da Fazenda e Finanças da FNP.

Gustavo Moreira Maia: Fundador e CEO do Colab, comunicador social, especialista em Criação de Soluções Colaborativas para Governo pela Universidade de Harvard, pósgraduado no Master em Liderança e Gestão Pública do CLP, com especialização em Implementações de Políticas Públicas na Universidade de Oxford.

Jean Mattos Duarte: Mestre em Administração Pública, MBA em Gestão Estratégica de Projetos e bacharel em Administração com Habilitação em Negócios Internacionais. Atualmente é Analista de Logística do Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO) cedido para a Prefeitura de Belo Horizonte, como Secretário Municipal Adjunto de Planejamento, Orçamento e Gestão, respondendo também pela Subsecretaria de Modernização da Gestão. Já ocupou outros cargos de direção no Governo do Estado de Minas Gerais. Professor de cursos de graduação e pós graduação.

Juciela Cristina dos Santos: Possui graduação em engenharia de Agrimensura pela Universidade Federal de Alagoas (2010), mestrado em Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação pela Universidade Federal de Pernambuco (2012) e é doutoranda em Engenharia Civil com linha de pesquisa em Geotecnia. Atualmente é professora Assistente do curso de eng. de Agrimensura da Universidade Federal de Alagoas, lotada no Campus de Engenharias e Ciências Agrárias e realiza trabalhos voltados a mapeamento geotecnico, tecnologias da geoinformação e Cadastro Territorial Multifinalitário e Geotecnologias

Leonardo Luiz dos Santos: Especialista em Planejamento e Gestão Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF (2008) com mestrado interrompido em promoção da saúde pela Faculdade de Medicina da UFMG. Atuou como consultor de serviços e programas de saúde pública, professor universitário na Faculdade Pitágoras e PUC Minas, como também pesquisador e professor na Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ. Tem experiência na área de docência em nível técnico e superior e de assistência de clínica médica, psiquiátrica e saúde coletiva

Lorenzo Madrid: Engenheiro pela Escola Politécnica da USP, é consultor internacional com atuação em planejamento estratégico e na implementação de soluções de TIC para governos, nas áreas de Governo Eletrônico e Smart City. Trabalha há mais de 30 anos no setor, tendo realizado projetos em 53 países. Alguns dos projetos mais recentes em Smart City foram para Istambul, Rio de Janeiro, Cidade do Cabo e a cidade De Ho Chi Min. Foi nomeado “fellow” do Centro de Tecnologia no Governo da Universidade do Estado de Nova York e da Universidade das Nações Unidas em Portugal.

Marconi Martins de Laia: Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Governo do Estado de Minas Gerais, bacharel em Administração (UFMG) e em Administração Pública (FJP). Doutor e mestre em Ciência da Informação (UFMG). Consultor nas áreas de Gestão de Projetos, de Processos de Implantação de Sistemas Informatizados. Professor Universitário em Cursos de Pós-graduação e de Graduação

Mariana Chiesa Gouveia Nascimento: Mestre e doutora em Direito do Estado pela Faculdade de Direito da USP, foi chefe de gabinete da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do Município de São Paulo, foi Vice-presidente da Comissão de Urbanismo da OAB/SP e é sócia da Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques sociedade de advogados, coordenando a área de parcerias de impacto social e regulação urbana.

Marie Anne Macadar: Professora, pesquisadora e vice-diretora de relações internacionais do Instituto COPPEAD de Administração (UFRJ). Foi professora visitante no Centro de Tecnologia em Governo (CTG) na Universidade Estadual de Nova York (EUA). Durante o Doutorado em Administração na Universidade de São Paulo (FEA/USP) foi visitante na Universidade de Cambridge (Inglaterra).

Entre outros convidados.
*Nominata sujeita a alterações.

Conheça alguns dos grandes nomes da Verbo
Ives Gandra Martins
Advogado
Sérgio Cavalieri Filho
Desembargador/RJ
Elpídio Donizetti
Desembargador/MG
Alexandre Salim
Promotor de Justiça
Nestor Távora
Advogado
Fábio Roque
Juiz Federal
Matheus Carvalho
Procurador da Fazenda
Christiano Cassetari
Advogado
Marcilio Guedes Drummond
Advogado
Nelson Nery Jr.
Advogado
Alexandre Freitas Câmara
Desembargador
Henrique Correia
Procurador do Trabalho
João Pedro Gebran
Desembargador TRF/4
Rodolfo Hartmann
Juiz Federal
Carlos Henrique Bezerra Leite
Desembargador TRT/ES
Daniel Amorim Assumpção
Advogado
Rogério Sanches
Promotor de Justiça/SP
Rogério Greco
Procurador
Baixe o e-book
10 motivos para iniciar sua Pós!

Assista a uma amostra de aula

Perguntas
Frequentes

  • Quais são os requisitos para ingressar nos cursos de Pós-Graduação?
    Segundo o art. 1º, §1º da resolução CNE/CES nº 1 de 06/04/2018, os cursos de pós-graduação lato sensu são abertos a candidatos diplomados em cursos de graduação ou demais cursos superiores, devendo a data de colação de grau ser anterior ao início do curso de Pós-Graduação do seu interesse.
  • Quais os documentos necessários a realização da matrícula nos cursos?
    Após a realização da matrícula, você deverá digitalizar os documentos e realizar o upload dos arquivos na plataforma acadêmica São eles: - Diploma de graduação ou da Declaração de Conclusão de Curso Superior (com indicação da data da colação de grau), sendo obrigatório o upload do Diploma no período de duração do curso sob pena de não ser certificado ao final do curso; - Histórico de conclusão de curso; - CPF(Cadastro de Pessoa Física;) - Documento de identidade com foto (RG, CNH, CTPS); - Certidão de casamento (em caso de mudança de nome);
  • Os cursos de Pós-Graduação são reconhecidos pelo MEC?
    Os cursos de Pós-Graduação da Faculdade VERBO são reconhecidos pelo MEC pela Portaria nº 913, de 17/08/2016 e Portaria nº 1.010, de 20/05/2019.
  • Quais os documentos necessários a realização da matrícula nos cursos?
    Após a realização da matrícula, você deverá digitalizar os documentos e realizar o upload dos arquivos na plataforma acadêmica São eles: - Diploma de graduação ou da Declaração de Conclusão de Curso Superior (com indicação da data da colação de grau), sendo obrigatório o upload do Diploma no período de duração do curso sob pena de não ser certificado ao final do curso; - Histórico de conclusão de curso; - CPF - Cadastro de Pessoa Física; - Documento de identidade com foto (RG, CNH, CTPS); - Certidão de casamento (em caso de mudança de nome);
  • É possível obter um atestado de matrícula?
    A partir da realização da matrícula no curso, e pagamento da 1ª parcela, o atestado de matrícula poderá ser emitido, no decorrer do curso, diretamente junto ao Portal do Aluno.
  • Qual a duração dos cursos?
    Os cursos contam com a duração de 12 meses, conforme calendário do curso, podendo solicitar a produção do Trabalho de Conclusão de Curso no decorrer do mesmo e então o ajuste do tempo de duração do curso. Após a finalização do curso, tendo obtido a aprovação necessária, será possível a solicitação de uma Declaração de Aprovação do curso enquanto se aguarda a emissão do Certificado de Conclusão.
  • Quais os requisitos mínimos para reprodução dos vídeos?
    O principal requisito é uma conexão de internet estável e com pelo menos 2Mbps de velocidade. A tecnologia 3G/4G é desaconselhada em função do volume de dados trafegados. Você ainda vai precisar de navegador atualizado (preferencialmente Google Chrome, Mozilla, Internet Explorer ou Safari) e algum aplicativo para abertura dos materiais em pdf, como o Acrobat Reader. Qualquer dificuldade, você poderá entrar em contato com o nosso Suporte Técnico diretamente através do Ambiente Virtual de Aprendizagem.
  • As videoaulas podem ser visualizadas por quanto tempo e quantas vezes?
    A disponibilização das videoaulas é realizada gradativamente no decorrer do curso, permanecendo no ambiente de aprendizagem do aluno até a entrega do certificado. A partir do momento em que estiver disponível, poderá ser visualizada no período de duração do curso com acesso ilimitado.
  • Os cursos contam com materiais de apoio?
    Materiais de apoio que auxiliam no estudo e aprofundamento dos temas estudados são disponibilizados como complemento às aulas. Além disso, está disponível uma BIBLIOTECA VIRTUAL exclusiva, incluindo conteúdos atuais e relevantes sobre temas relacionados ao curso e entrevistas com grandes nomes do direito.
  • Como é realizado a interação com os professores e tutoria?
    As dúvidas poderão ser encaminhadas diretamente através do Ambiente Virtual de Aprendizagem, com retorno em até 48 horas.
  • Como são realizadas as atividades avaliativas?
    O sistema de avaliação consiste na realização de uma avaliação online realizada ao término do período letivo do curso, em data estabelecida, conforme calendário acadêmico, sendo exigido nota mínima de 7,0 (sete) em cada disciplina para aprovação. Em caso de nota inferior a 7,0 (sete) em alguma disciplina, poderá ser realizada uma avaliação de recuperação da disciplina, sem custo adicional. Também faz parte do sistema de avaliação frequência mínima de 75%, que é computada com base no número de aulas efetivamente visualizadas pelo aluno.
  • Como funciona a dispensa do Trabalho de Conclusão de Curso?
    Conforme resolução CNE/CES nº 1 de 06/04/2018, a realização do Trabalho de Conclusão de Curso não mais é considerada obrigatória, ficando a critério do aluno sua realização.
  • Como ter mais tempo para a visualização das aulas e/ou realização da avaliação final de curso?
    No decorrer do curso, o aluno poderá solicitar a prorrogação - ou seja, novo prazo para a visualização de aulas e/ou a realização da avaliação final de curso -, contando com a prorrogação de seus prazos por 1 (um) semestre letivo, subsequente ao de seu calendário acadêmico.
  • Os cursos de Pós-Graduação contam com a realização de estágio?
    O estágio pode ser realizado junto aos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Verbo Jurídico como atividade opcional, como forma de complementação do ensino e aprendizagem.
Ver tudo
Matricule-se HOJE com descontos de até 40%!
Saiba mais
×